Usando Linux (Screenshots)

É impressionante como ainda tem muita gente por aí que pensa que usar Linux é se embrenhar em comandos e comandos de terminal. Há algum tempo, quando estava experimentando o Linux, resolvi mostrar aqui screenshots do meu Desktop na época. Hoje, mais de um ano e meio depois, tenho Windows apenas dentro do VMWare, para testar sites, e estou satisfeitíssimo. Um ano e meio em que minhas máquinas só pararam para manutenção de hardware. Nenhuma perda de dados, nenhum vírus, nenhuma invasão, nenhum tempo perdido com anti-vírus ou firewall, updates de sistema feitos automaticamente enquanto eu durmo e, o que é mais legal, nenhum travamento. De vez em quando, claro, algum bug ou travamento em alguma aplicação específica, mas o sistema não trava, não congela, e não precisa rebootar.
Resolvi publicar alguns screenshots do sistema que uso hoje, para que você que ainda está preso ao Windows (oh dó) possa ver como é viver em liberdade 😉
Meus comentários de cada um:

  1. 3ddesk, um pequeno utilitário para alternar entre os desktops virtuais. Não é útil, mas é bonito e impressiona os amigos.
  2. Meu desktop principal. A foto no wallpaper é da minha filha brincando nos jardins do mirante de Furnas. So lado direito, rodando no SuperKaramba, um relógio analógico, monitores do sistema (processador, memória, rede, etc.) e a previsão do tempo aqui para São Paulo.
  3. Edição de código no Kate, abrindo e salvando arquivos direto via FTP. Rápido, poderoso, flexível, altamente integrado ao KDE e fácil de se estender, o Kate se tornou rapidamente meu editor de código padrão. O shot mostra também o KXML Editor, um editor de XML[bb] para o KDE bem interessante. E, claro, o kedit, o bloco de notas do KDE.
  4. O Kmail é de longe o melhor cliente de email que eu já usei. No screenshot, mensagens agrupadas por discussão e o diálogo de configuração de filtros, mostrando um dos filtros que faz integração com o Bogofilter. No canto direito o KTradutor traduzindo uma palavra de uma página web no Firefox.
  5. Como gerenciador de arquivos o Konqueror é imbatível. A forma como foi implementado o suporte a múltiplos protocolos de arquivos é fantástica. Você pode arrastar um arquivo entre servidores de FTP diferentes, ou de dentro de um arquivo ZIP para a pasta de fontes do sistema, por exemplo. Pode clicar com o botão direito em um arquivo em um servidor sftp e mandar “abrir com”. Pode acessar uma conta de email pop3 como uma lista de arquivos no Konqueror. E muito mais.
  6. Vídeo no GMPlayer e no Noatun. Música no XMMS. Em baixo, à direita, o KMix, que me permite fazer coisas impensáveis no Windows, como colocar música diferente nas caixas de som e no fone de ouvidos. Sim, eu sei, não parece muito útil. Mas eu posso também colocar vídeo pra tocar na TV, usando a saíde TV da GeForce, e enquanto o pessoal sentado na sala assiste o vídeo eu trabalho ouvindo música.
  7. Navegando na web com Firefox e Konqueror. E mensagens instantâneas no Kopete, que não mostra duas vezes o nome de meus amigos só porque eles tem conta de ICQ e MSN. Como você pode ver no shot, o nome do sujeito aparece uma vez só e ao lado dele os ícones dos serviços em que ele está disponível. O Kopete conecta-se ao ICQ, MSN, AIM, Yahoo!, Gadu-Gadu, Jabber e IRC.
  8. Desktop com um tema “diferente”, para um usuário aqui em casa que não está muito acostumado com essa história de Linux…
  9. Terminal (Konsole) e leitor de feeds (akregator.)
  10. Tabs (abas) por toda parte…

Publicado por

Elcio

Elcio é sócio fundador da Visie Padrões Web. Pioneiro no uso e divulgação dos padrões do W3C no Brasil, Elcio já treinou equipes de dezenas de empresas como Globo.com, Terra, Petrobras, iG e Locaweb. Além disso, tem dirigido as equipes da Visie no desenvolvimento de projetos web para marcas como Brastemp, Itaú Unibanco, Johnson & Johnson e Rede Globo.

3 comentários em “Usando Linux (Screenshots)”

  1. Parabéns, Élcio. Gostei de ver que você tem a mesma paixão por temas tipo apple e usa o mesmo tema do XMMS que eu…hehe Ah, gostei também de ver meu rss na sua lista de feeds. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *