O Windows está o pronto para o usuário experiente?

O Windows está o pronto para o usuário experiente? Linux está pronto para o desktop do usuário comum.

Concordo em gênero, número e grau. Não uso Linux porque gosto da filosofia do software livre ou porque seja de qualquer maneira “politicamente correto”. Uso Linux porque é muito mais fácil e produtivo.

Interessante foi o link para as novidades do Gnome. Estou muito acostumado ao KDE, e adoro o sistema, mas essa listinha me deu realmente vontade de experimentar de novo o Gnome.

Linux, LinuxDesktop, KDE, Gnome, Windows, Usability, Usabilidade

Consultoria em Software Livre – Estudo independente sobre TCO dá parecer favorável ao Linux

(PC)² – Consultoria em Software Livre – Estudo independente sobre TCO dá parecer favorável ao Linux

Compare os números lá. Talvez isso nos ajude a entender porque tanta gente doa parte de seu tempo livre para o desenvolvimento do Linux e de outros projetos Open Source.

Pelo menos, é o meu caso. Eu já escrevi bug reports para o pessoal do Django e do xVidCap, e já liberei uma porção de código PHP, ASP, Python e Javascript por aqui, pelo Tableless, e colaborando com projetos de terceiros. Também já traduzi documentação para alguns projetos e de vez em quando escrevo textos como esse aqui, divulgando o Software Livre. Não fiz muita coisa, mas esse pouquinho de milhares de pessoas representa uma grande ajuda para aqueles que dedicam seu tempo a um projeto Open Source.

Tudo o que eu fiz foi devolver ao Open Source parte do tempo que ele me deu. Minha instalação do Kubuntu, por exemplo, está aqui estável e rápida há meses. Nunca me preocupei com anti-vírus ou anti-spyware. A atualização do sistema acontece automaticamente. E só troquei minha antiga instalação do Kurumin por pura curiosidade porque, embora o Kubuntu tenha seus méritos, o Kurumin também não me dava trabalho.

Como agradecer a essa comunidade maravilhosa que meu o Kate, o Python, o PyGTK, o PSE e o Django? Que tornou meu trabalho mais simples e divertido? Devolvendo um pouquinho do meu tempo.

Linux, Windows, OpenSource

IE7?

Está cansado do Internet Explorer 6? Hora de um upgrade? Com medo de vírus, spywares, roubo de senhas? Precisa de um navegador seguro e funcional? Quer navegação em abas? Leitor de RSS? Compatibilidade com os padrões web?

Então toma: ie7.com

IE7, InternetExplorer, Firefox

Começando com XSLT

XSL é uma tecnologia padrão do W3C.

Boa parte dos navegadores a suporte de maneira razoável. É com XSLT, por exemplo, que o Feedburner faz com que seu feed fique tão bonitinho. Exiba o código fonte lá, você vai ver.

Apesar disso, o brilho da tecnologia XSL ainda está no server-side. É muito fácil transformar XML em HTML com ela. Com poucas linhas de Python[bb], PHP, ASP ou seja lá o que for que você estiver usando, você prepara um transformador XSLT. Depois, em cada aplicação em que for usá-lo, basta escrever um arquivo XSLT para sua fonte de dados em XML.

Publiquei esta aplicação de exemplo para que aqueles que nunca viram a coisa funcionando possam entender melhor como e onde se usa XSLT. É uma aplicação muito simples, apenas para introduzir o assunto aos novatos. Se você já é um programador[bb] experiente, e não conhece XSL, saiba que ela pode ser usada como uma fantástica linguagem de templates multi-linguagem, pode receber parâmetros de sua linguagem server-side, pode ler mais de uma fonte de dados xml e uma série de outros truques interessantes.

Se você quer conhecer melhor o assunto recomendo o W3Schools, além, é claro, do nosso curso.

Windows Vista com DRM

Péssima idéia:

O mais deprimente é que na prática o DRM embutido somente vai atrapalhar a vida das pessoas honestas. Os verdadeiros piratas, fabricantes em massa de softwares falsificados, continuarão naturalmente a operar sem obstáculos.
Quando se analisa o horroroso fiasco dos rootkits da Sony, chega-se à conclusão de que não se pode dar nenhuma confiança prévia a nenhuma empresa comercial nesse assunto, porque nada garante que uma delas não faça outra besteira que prejudique gratuitamente e sem aviso prévio um monte de usuários. Com o PC[bb] é muito pior, porque para criar um problema onde antes não havia nada de errado, basta um update automático baixado da Internet enquanto você dorme, autoinstalado no sistema high-tech e metido a esperto que você não tem mais como configurar para fazer o que você quer em lugar do que as corporações querem.

Vi no Janio.

Linux, Windows, WindowsVista, DRM, Microsoft

Skype é melhor que Terra Voip

O Terra acaba de lançar o Terra Voip. Ainda prefiro Skype. Dois bons motivos:

  • É mais barato. O Terra cobra R$ 0,15 por minuto em ligações para telefones fixos brasileiros, e R$ 0,70 para celulares[bb]. O Skype cobra ? 0,044 e ? 0.173, ou menos de R$ 0,12 e R$ 0,49, respectivamente. E no Skype ainda tenho descontos para São Paulo e Rio de Janeiro: ? 0.021, menos de 6 centavos, para São Paulo, e ? 0.027, pouco mais de 6 centavos, para o Rio. Ou seja, ligar par ao meu vizinho sai mais barato no Skype que em meu telefone fixo.
  • Tem versão para Linux. E funciona muito bem, obrigado. Seria um absurdo imaginar que eu trocaria de sistema operacional por causa de um serviço de Voip.

De qualquer maneira, concorrência nunca fez mal a ninguém. Excelente iniciativa do Terra, que vai ganhar seu dinheirinho e dar uma boa esquentada no mercado de Voip doméstico.

Technorati Tags: , ,

Kde 4, PC para Todos, e mais Linux

Linux, KDE4, Computador para Todos, Microsoft

Google Pack

Seu Windows precisa ser formatado a cada oito meses? Cada vez que você troca de computador[bb] perde um dia ou dois configurando seus programas?

Depois de instalar o sistema operacional, você precisa baixar e instalar Firewall, Anti-vírus, Anti-Spyware, um navegador decente, programas para lidar com Zip, PDF, um bom visualizador e organizador de fotos, um screensaver melhor que o “voando pelo espaço” e meia dúzia de outras coisinhas?

Google Pack: o tudo-em-um-auto-atualizável do Google[bb], pode resolver seus problemas.

A idéia é genial, como quase tudo o que o Google tem feito. Assim os usuários de Windows[bb] podem ter ua experiência um pouquinho parecida com o que é gerenciar programas num bom sistema operacional.

Google, Google Pack, GooglePack, Windows, Linux

Mergulhando no Python

Recomendo: Mergulhando no Python, de Mark Pilgrim

Descrição no Submarino:
“O Python é uma linguagem de programação interativa e orientada a objetos. Geralmente é comparada ao Tcl, Perl, Scheme ou Java. Ele combina poder notável com uma sintaxe desobstruída. Apresenta módulos, classes, exceções e tipos de dados dinâmicos de nível elevado. Relaciona-se com chamadas e bibliotecas do sistema tão bem quanto os vários sistemas windowing (X11, motif, Tk, mac, MFC). Os novos módulos internos são escritos facilmente em C ou em C++. O Python é também usado como uma linguagem de extensão para as aplicações que necessitam de uma relação programável. A execução do Python é bastante prática: funciona em muitos tipos de UNIX, Windows, OS/2, Mac, Friend e em muitas outras plataformas. Se seu sistema favorito não for alistado aqui, pode ainda ser suportado, caso haja um compilador de C para ele. Mergulhando no Python é um livro para programadores de todos os níveis, e vai direto ao assunto.”

Se você entende inglês e quer poupar suas preciosas patacas, o livro está disponível gratuitamente na internet.

Outro recurso interessante é o Python: Guia de Consulta Rápida. É um livro de referência, bom para deixar ao lado de sua mesa de trabalho para fazer o que o título manda, consultas rápidas. Não é um livro que você vai ler de capa a capa, naturalmente. Esse não tem moleza na internet, eu comprei o meu 😉

Cliente RPC no Python

Ontem recomendei, lá no Tableless, este artigo, muito bom, sobre webservices em PHP e JSP.

Hoje um amigo me perguntou alguma coisa sobre aquele velho tema, Python[bb] X Java (ou PHP, ou ASP, ou .Net, ou VB…) Vou tomar a liberdade de usar este artigo como exemplo. Não é que o código do artigo seja ruim, pelo contrário. Mas serve com perfeição para uma comparação entre as linguagens. Vamos implementar o exemplo do client do artigo usando Python e PSE. Convém dizer que não é preciso baixar e instalar nenhuma biblioteca específica para trabalhar com XMLRPC em Python, que já vem com a xmlrpclib.

A Client.java em nosso exemplo vai se chamar client.py. Fica assim:

import xmlrpclib
client=xmlrpclib.ServerProxy("http://localhost/wsdemo/webservice.php")

A testa.jsp em nosso exemplo vai se chamar client.pt, e fica assim:

<?=client.semana(2)?>

Gostou?

Acid 2

O pessoal do Web Standards Project, há algum tempo, colocou no ar uma excelente iniciativa em prol dos padrões: The Acid2 Test.
A idéia é a seguinte: quando você acessa este teste o resultado obtido tem que ser igual ao desta página. Se for diferente, tem algo de errado com seu navegador. Quanto mais diferente, mais problemas há com o seu navegador em relação a HMTL, CSS, PNG e etc. É muito interessante comparar o resultado no Internet Explorer, no Firefox e no Opera.
Pois bem, nada disso é novo. A novidade é a seguinte: estava lendo os comentários desse post do Diego no Tableless, falando sobre navegadores e a qualidade do Internet Explorer, e me deparei com um comentário do Rafael dizendo que o Safari é o único navegador que passa no Acid 2.
Pois bem, senhores:
Miniatura: Konqueror passa no teste Acid 2
Este é um screenshot do novíssimo Konqueror 3.5 (preciso falar aqui sobre o KDE 3.5, vieram melhorias muito interessantes.) O motor do Safari foi construído em cima do Konqueror, e a Apple devolveu ao projeto KDE as melhorias. Aliás, deixe-me dizer que na Tux Magazine deste mês há uma interessantíssima entrevista com Daniel Molkentin, desenvolvedor do KDE, sobre o KDE 3.5 e o futuro 4.0.
Quando comecei a usar o KDE, na versão 3.3, o Konqueror era um navegador muito ruim. Da versão 3.3 para a 3.4 algo muito importante aconteceu: a Apple resolveu escrever o Safari. Aqui demonstra-se o poder do software livre. A Apple devolveu ao KDE as melhorias que fez no Konqueror e, embora eles ainda não tenham conseguido unificar as bases de código, o Konqueror incorporou grande parte das mudanças que a Apple fez. A mudança da versão 3.3 para a 3.4, principalmente em estabilidade e suporte aos padrões, foi drástica. Melhorou tanto que é o navegador padrão de algumas distribuições, por exemplo, do Kubuntu.
Agora, na versão 3.5, o Konqueror é um navegador muito maduro. O suporte aos padrões está excelente. É bastante comum que eu abra um site que nunca foi testado no Konqueror e ele funcione com perfeição.
Aliás, isso só mostra como os padrões realmente funcionam, facilitando a vida do desenvolvedor. É muito comum desenvolver um site testando apenas no Firefox e, sem alterações, vê-lo funcionar no Opera, no Konqueror e no Safari.
Só falta o Internet Explorer, mas sobre isso você pode ler aqui