Ubuntu e o poder do Open Source

Bill Gates recomenda Ubuntu

Uma das grandes vantagens do open source, algo que na maioria dos softwares conhecidos é o que realmente movimenta o projeto, é o fato de que qualquer um pode colaborar. Você pode alterar e melhorar um software, enviando as correções para o autor, ou pode criar um “fork”, uma versão sua daquele software. Pode também criar ferramentas para o software, criar arte como temas, templates, ícones, e até criar suas próprias campanhas de divulgação.

Veja por exemplo o Wubi. É um instalador de Ubuntu para usuários de Windows[bb]. Com ele você pode instalar o Ubuntu em seu computador com Windows no tradicional esquema Redmond “Next-Next-Finish”. O Wubi instala o Ubuntu numa “partição virtual”, um arquivo dentro do sistema de arquivos do Windows. Ou seja, você não precisa se preocupar em gravar um CD, formatar ou particionar seu HD e outras tarefas espinhudas.

O Wubi não é uma ferramenta oficial da distribuição. Foi feito por alguém que queria colaborar com o Ubuntu. Software livre é isso aí.

Você pode colaborar como quiser. Por exemplo, criando uma capa personalizada para o seu DVD do Ubuntu e compartilhando com quem quiser.

10 comments on “Ubuntu e o poder do Open Source

  1. Já corrigiram o bug que danificava o HD?
    a versão 7.10 vem com esse bug, reduz drasticamente a vida util de seu disco rígido, usuários linux ao inves de se preocuparem em criticar sistemas operacionais robustos e dominantes como windows, MacOs.. deveriam se preocupar em aperfeiçoar seu sistema..

  2. O Wubi é mesmo sensacional… =P

    Pena que ainda não tenha um método de unir duas instalações em uma. Uma via Live CD, pra quem quiser particionar e instalar nos moldes convencionais e outra via Windows, no melhor (ou pior – prefiro o Synaptic =) “esquema redmond”.

    Tá aí um desafio legal pra versão 7.10…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *