Se meu fusca falasse

Se você é usuário de Mac OS X[bb], abra um terminal e digite:

$ say hello

Divertido.

16 comments on “Se meu fusca falasse

  1. Só uma pergunta, falando em leitor de telas: Não sei como ativar, mas o Mac não tem um chamado VoiceOver ou algo assim? Se for assim, o Mac pode falar mais do que o conteúdo de arquivos… Como disseram, é duro ser pobre e eu não posso confirmar essa informação, mas como por buscar sempre acessibilidade acabo achando até coisas que não pertencem ao Windows ou Linux, tô aqui com essa questão! Aliás, falando em acessibilidade, gostei dessa forma de teste pra ver se a pessoa é humana ou robô fazendo uma pergunta simples matemática em vez de mostrar uma imagem que, pelo que eu sei, leitor de telas nenhum lê! Se tiver algum que leia, desconheço.

  2. E a título de informação: o Windows também fala, ou melhor, resmunga se for o XP e o sapi instalado for o Microsoft Sam. Se a pessoa abrir o Narrator (iniciar -> executar -> narrator), ele abre um minileitor de telas que serve como quebra-galho enquanto uma pessoa cega não consegue algo melhor pra manusear o computador. Note que pra fazer o Narrator ler, é mais recomendado usar o teclado e navegar por programas pouco gráficos como bloco de notas, a própria área de trabalho, etc!

  3. Para não esperar muito ai vai o que ele fala!!

    O Mac fala. Uma das maneiras de fazê-lo soltar a língua é usar o comando say. É simples, basta passar a frase

    $ say Hello, I am your computer

    É possível escolher a voz (homem, mulher, criança etc). A lista completa de vozes disponíveis está nas Preferências do Sistema > Fala > Vocalização de texto:

    $ say -v Junior Hello, I am your computer

    Outras opções úteis são a de gravar a fala em um arquivo AIFF, ler o texto de um arquivo e falar o que vier pela STDIN:

    $ say -o fala.aiff Hello, I am your computer

    $ say -f /etc/motd

    $ echo say it | say

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *