Mantenha seus servidores enxutos

Foi divulgada ontem uma vulnerabilidade no servidor de compartilhamentos Samba, usado por máquinas Linux e FreeBSD para compartilhar arquivos e recursos em redes Windows. É uma falha grave, simples de explorar, e que afeta versões do Samba desde a 3.5.0, lançada há sete anos.

Então, se você usa Linux, confira se você tem o Samba instalado. Se tiver, confira a versão menor (aquele terceiro número no código da versão). Se você estiver usando uma das seguintes, você está seguro: 4.6.4, 4.5.10 ou 4.4.14.

Se não. Você pode fazer uma das seguintes coisas:

  1. verificar se há atualização do Samba para sua distribuição, e se a versão mais atualizada é uma dessas acima; ou
  2. baixar o código fonte e compilar o Samba você mesmo, de preferência da versão 4.6.4; ou
  3. desligar o serviço vulnerável, adicionando ao seu smb.conf a linha abaixo:
    nt pipe support = no

    E em seguida reiniciando o Samba; ou

  4. desinstalar o Samba

A última alternativa pode parecer a mais preguiçosa, e talvez você simplesmente não possa cogitá-la. Mas eu recomendo que você se pergunte, antes de qualquer outra atitude: eu preciso mesmo desse serviço? Dessa vez foi uma falha no Samba, mas praticamente todo dia saem atualizações de segurança para os diversos softwares e serviços que você pode instalar em seu sistema. Cada software não utilizado que você mantém instalado aumenta suas chances de ter problemas de segurança e suas preocupações com atualizações de versão.

Nesse caso, menos é mais. Reduza os pacotes que você tem instalados aos essenciais, removendo tudo o que você não usa. Principalmente em servidores. Isso vai tornar suas máquinas mais seguras e vai tornar mais fácil para você manter tudo atualizado.

Assine a companhe os boletins de segurança dos softwares que você usa. Você não quer correr o risco de não ficar sabendo de uma atualização crítica e ter seu sistema vulnerável simplesmente por não ter sido avisado, não é?

Por fim, é importante que você saiba que a essa falha de segurança no Samba é especialmente preocupante porque muitos dispositivos NAS e outras soluções de armazenamento de dados usam Samba. Então se você possui um equipamento de armazenamento de dados, é bom investigar se ele usa Samba e está vulnerável a essa falha.


PS: obrigado ao Rodrigo por me avisar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *