A experiência de uso Linux

Sobre as grandes diferenças: Coisas que posso fazer em Linux e em windows não

Sobre as semelhanças (e as pequenas diferenças): Linux[bb] x Windows

Se você trabalha com internet, essa série deve interessá-lo:

Por falar nisso, no terceiro artigo dessa série o perguntou nos comentários:

Como você, vim do Windows/DreamWeaver para Linux/?(ainda). Gostei do
que vi no QuantaPlus, realmente é excelente, porém um das vantagens que
eu via ao usar o DreamWeaver com seu FTP era
o de ter sempre a certeza de pegar a última versão do programa e não
precisar me preocupar em enviar o arquivo certo e se está na última
versão. Eu abria o arquivo direto do ftp, ele baixava o último
(inclusive as dependências) abria na minha tela, eu editava (um ou mais
de um) salvava e o DreamWeaver já efetuava o Upload. Eu gostaria de
saber como é o seu procedimento agora. De repente eu também mudo e vejo
as vantagens. Sempre devemos estar aberto a aprender, né?

Tentei responder por lá, mas o sistema matemático parece funcionar com uma matemática diferente da minha. Então minha resposta vai aqui:

araujo,O Kate faz isso que você está querendo. Ele tem uma barra lateral de navegação em arquivos. Você pode adicionar um favorito ali no formato:

ftp://usuario:senha@servidor.com.br/pasta

Também suporta uma série de outros protocolos, como o sftp. Adicionando o favorito, é só clicar nele que o Kate lista os aruqivos e pastas. Clicando num arquivo o Kate abre diretamente do FTP, e se você salvar, salva direto lá também.

A dobradinha nautilus/gedit também torna isso transparente para você. Se você se conecta a um servidor de FTP pelo nautilus, pode clicar com o botão direito em qualquer arquivo e escolher “Abrir com Editor de Textos”. O nautilus também coloca o servidor de FTP como um dos caminhos possíveis nas caixas de abrir e salvar do gedit.

9 comments on “A experiência de uso Linux

  1. Willian

    O Quanta Plus roda o Kate dentro dele para editar os textos. É meio-fácil de notar que a “syntax highlighting” dos dois é a mesma…

  2. Fernando Bittencourt,
    o Quanta utiliza boa parte do Kate para funcionar, ou seja, muitas coisas (para não dizer tudo) que temos no Kate está no Quanta. Porém eu também prefiro o Kate por ser muito mais leve que o Quanta.

    Abraços,

  3. Muito obrigado pela ajuda, Elcio. Eu havia iniciado minha saga Kill Bi…ops, Kill Windows, com QuantaPlus e FileZilla. Vou experimentar o Kate agora. Pensei no gedit, mas algo que complete o código é bem-vindo. 🙂

    Daniel, tentei instalar o aptana, mas ele pede o mozilla e não consegue instalá-lo. Ainda vou experimentá-lo. Tenho conciência que o problema aí é eu ser ainda novo com o Linux e com o Ubuntu.

    Fernando, sei que Quanta também suporta FTP, mas não consegui fazer funcionar corretamente.

  4. Depois das duas últimas tentativas (e bem frustradas por sinal) de usar o Ubuntu (5.04 e 6.06), fui mais paciente dessa vez e estou gostando bastante do Ubuntu. Planejo uma instalação do 7.04 em breve, vamos ver no que dá.
    Agora que aprendi usar o Synaptic, finalmente consegui baixar meus codecs. =)
    Aliás, a velocidade de download aqui está mais rápida do que no Windows.

    Valeeu pelas dicas, a propósito. Vou tentar começar a desenvolver no Linux para ver no que vai dar.

    Forte abraço!

  5. Apenas complementando, Elcio, que o Quanta também suporta protocolo FTP e, pelo que eu entendi, satisfaz a necessidade do seu amigo 🙂

  6. Eu ando cada vez mais utilizando a plataforma eclipse…
    NO mais eu tb tive problemas com a matematica la no seu site e pensei que estava ficando maluco :p

  7. Opa, olha só, eu aparecendo 5 vezes num mesmo artigo 😛

    Obrigado por lembrar de mim, Elcio 😉

    Sobre o problema matemático, é muito estranho, pois testei várias vezes e não tive problema nenhum.

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *